quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

O Preço da Conquista


I Co.6:2


Deus tem nos confiado muitas bênçãos, tem nos confiado a unção e o ministério, a família e a autoridade, e nós temos que valorizar tudo isso. Satanás luta para roubar o que Deus tem nos confiado, mas quando valorizamos o Senhor nos acrescenta ainda mais.

Um dia Deus estabeleceu algo novo na terra, em Cristo Jesus, e disse à Igreja: encha a terra, se multiplique, faça discípulos... Precisamos ampliar nossa conquista nessa terra e a maneira de fazermos isso acontecer é cumprindo o que a palavra diz, cumprindo o chamado que o Pai nos deu.

Jesus viveu a maior parte de sua vida em preparação. Passou 30 anos se preparando para um ministério de três anos e meio. A partir dos 30 anos, Ele investiu toda sua vida afim de que o Reino de Deus fosse ampliado.

Toda conquista tem um preço. E quanto maior for o nível que você quer chegar, maior o preço que você terá que pagar.

Quando a Bíblia fala que Deus deu a Adão o Jardim do Éden, pode até parecer que não, mas havia um preço: ele deveria guardar e proteger o jardim. Deus deu a Noé a visão da arca, mas o preço de passar 100 anos construindo-a foi Noé quem teve que pagar.

A vida é uma conquista, e tudo o que a envolve, está diretamente ligado a conquista. Se você não pagou o preço, alguém pagou por você, mas um preço foi pago. A Bíblia diz que Deus já nos deu a vida eterna, mas é preciso tomar posse dela. Essa vida está em Cristo, precisamos recebê-la, receber a Jesus Cristo como Senhor e Salvador (I Jo.5:11-13).

Fomos comprados por um alto preço: Jesus nos comprou. Agora, devemos glorificar a Deus com nosso corpo. Nosso corpo tem que ser santo. Não há como uma pessoa entregar seu coração a Jesus e o pulmão à Souza Cruz (fábrica nacional de cigarros).

Preço significa um valor estimativo de alguma coisa. O diabo não dá valor a ninguém, mas Deus nos dá maior valor do que merecemos.

I Tm.6:12 – A fé é um combate, uma guerra, uma luta diária. Se você permanecer, viverá na conquista da palavra: de fé em fé, de força em força.

Para Deus nos ter de volta para Si, o preço que Ele pagou foi muito alto. O preço da sua salvação, da conquista do seu coração, foi, de todos, o mais alto: foi o sangue do Cordeiro. Deus não nos criou escravos, não fez o homem preso, mas o pecado aprisionou o homem nas suas paixões e delitos, e a única forma de viver em liberdade outra vez é sendo lavado pelo sangue do Cordeiro Jesus.

A vida é decidida em um momento. Seu futuro pode ser decidido em apenas um momento. Podemos hoje decidir mudar radicalmente nossa vida, mas se tomarmos uma decisão errada, isso pode trazer uma conseqüência devastadora para nosso futuro.

A Bíblia fala que Eva foi enganada pela serpente no Jardim, mas Adão não. Adão pecou conscientemente. Ele sabia da palavra (“certamente morrerás”), mas não tinha noção das conseqüências. Ele mostrou que amava mais a Eva do que a Deus,

Rm.5:19 – Deus deu o troco. Satanás marcou a humanidade por causa da desobediência de um só homem; Deus também marcou a humanidade pela obediência de um só homem: Jesus Cristo.

No deserto, estava sendo projetada a libertação da humanidade. A cruz foi o ápice desse momento. Jesus havia se preparado 30 anos para enfrentá-la. Ele estava pronto, mas seu inimigo não.

I Co.15:22 – todos morrem em Adão. Nascemos fisicamente vivos, mas espiritualmente mortos. Depois do pecado, só teve um homem que nasceu espiritualmente vivo: Yeshua.

Satanás só tem o que você dá para ele (Lc.4:6). Adão e Eva deram o universo, por isso ele o tem. Ele ofereceu tudo o que tinha a Jesus – Jo.14:30 – queria comprar Jesus, saber o seu preço. O preço? A adoração. Ele daria tudo se Jesus se prostrasse e o adorasse. O que Deus mais ama se torna alvo do inimigo. Deus ama a adoração, por isso satanás vai fazer de tudo para comprar sua adoração. Vai lhe oferecer tudo o que Ele usurpou de alguém, em troca da sua fidelidade. Nada é maior que sua adoração a Jesus. O Salmista fala da adoração como algo de inestimável valor “Porque vale mais um dia nos teus átrios do que mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas dos ímpios” (Sl.84:10).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário